Reforma da Previdência

Olá, tudo bem?

Eu queria agradecer a todos pelos muitos e-mails que recebi do grupo Vip com elogios e com dúvidas sobre o tema que tratamos na semana passada (notas, recibos e imposto de renda).

Para receber meus conteúdos em primeira mão, cadastre-se clicando abaixo:

1

Isso me fez ter a certeza de que essa dúvida não foi só minha um dia e poder ajudar outras pessoas, que como eu, não tinham o menor conhecimento sobre esses assuntos é realmente maravilhoso e gratificante.

Hoje vou tratar sobre uma dúvida e um assunto muito discutido em todos os lugares, a tal da previdência.

A dúvida que recebi nessa semana foi a seguinte:

Sou fisioterapeuta, me formei há um pouco mais de 1 ano, trabalho com Pilates em um estúdio, recebo porcentagem, sem registro, sou autônoma. Gostaria de saber como faço em relação a contribuição para me aposentar, como funciona licença maternidade, todas essas coisas. Então fico em duvida do que tenho que fazer para garantir meu futuro.

Se essa é sua situação também, vamos conversar?

Vamos esclarecer um ponto muuuuito importante?

A contribuição para o INSS dos profissionais liberais (fisioterapeuta e educador físico) é OBRIGATÓRIA, de acordo com a Lei 8212/1990.

A contribuição previdenciária tem natureza fiscal e o não pagamento da contribuição previdenciária pode vir a ser cobrado e executado pela Receita Federal.

Então, se você não contribui para a Previdência Social, ou seja, não paga seu INSS, você deve começar a pagar.

Para isso, basta fazer seu cadastro no site da Previdência e todo mês emitir e pagar a GPS (guia de Previdência Social).

E, atenção mulheres! Todas que contribuem com a Previdência Social tem direito a Licença Maternidade por um período de 4 meses. Para usufruir deste benefício, você deverá contribuir pelo menos, 1 mês antes da gestação. Ou seja, se você engravidar e depois começar a pagar seu INSS não terá direito ao benefício. Portanto, planejem-se!

O INSS também tem o benefício de auxílio-doença para profissionais contribuintes. Para ter direito ao auxílio-doença, o profissional liberal precisa ficar afastado mais de 15 dias de sua função, comprovado por atestado médico e perícia e ter contribuído por no mínimo 12 meses.

Para aposentadoria, não irei falar, pois com a reforma da Previdência a ser votada em breve, algumas coisas irão mudar… Então, vamos ter que aguardar. E esse assunto rendeu essa semana…

Portanto, para garantir seu futuro, você deve se planejar. Sempre digo isso…

A contribuição para o INSS é obrigatória, prevista em lei, não temos como fugir, concordando ou não com sua contribuição.

Mas, acredito que temos sempre que ter um plano B. Portanto, o planejamento é a chave de tudo.

Poupe uma parte do seu salário. Sei que você pode pensar: mas não sobra nada…

Uma vez ouvi uma frase que me marcou muito e foi a seguinte: não importa o quanto você ganha e sim quanto você gasta. Conheço muitas pessoas que sabem gastar conscientemente seu dinheiro, tem uma vida boa e não ganham fortunas, pelo contrário. E também conheço pessoas que tem altos salários e vivem endividadas… Estranho não?

Aí essa frase cai como uma luva! É simples, entendem?

Cuidado com o planejamento financeiro pessoal, não deixem isso de lado. Para garantir um futuro, deve-se cuidar muito bem do presente 😉

Espero que tenham gostado do texto e que tenha agregado alguma informação nova para você!

Até semana que vem!!!!

Luciana Ramos

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s