A maior lição que aprendi…

Olá, tudo bem?

Tenho recebido muitas mensagens de pessoas que estão pensando em abrir um estúdio e estão sentindo uma coisa que eu já senti, estão se sentindo sozinhas e perdidas.

Se você tem um estúdio e por algum momento também já sentiu isso, mesmo depois de um tempo, é importante ler esse post.

Quando eu decidi montar meu próprio estúdio, muitas pessoas falaram para eu não seguir com a ideia em frente. Falaram que eu não ia conseguir viver de fisioterapia, que era difícil ter um negócio, que eu não ia conseguir sozinha.

Mais uma vez, quando eu decidi ajudar você, fisioterapeuta e comecei a dedicar uma parte do meu tempo para o blog, facebook e depois o curso M2P, muita gente me disse a mesma coisa.

O que eu quero te dizer, e eu descobri com o tempo e as experiências, é que a grande parte dessas pessoas que me desencorajaram não sabiam nada de mim e também não sabiam absolutamente nada na área e no mercado que eu queria seguir. Elas simplesmente queriam dar um palpite e nenhuma ajuda.

Então, não escute conselhos de pessoas que não tem experiência na área, que não conhecem o mercado, que não conhecem a nossa realidade, que não tem prática e principalmente experiência e vivência.

Escute o que essas pessoas tem a te dizer, seja grato e principalmente filtre e as ignore porque o que não faz crescer, não fortalece.

Não perca seu tempo e energia com pessoas que não te agregam, concentre-se em crescer, prosperar e trabalhar para que seu sonho seja realidade. Por isso, saber onde você quer chegar, ter foco e direcionamento é tão importante. Sem isso, fica fácil demais se perder pelo caminho.

Muitas vezes, é interessante para muitas outras pessoas que não tenhamos certeza de nossas atitudes. É mais confortável que sigamos indecisos e inseguros e com toda certeza, quem não tem segurança e confiança não avança na vida. Não é o que eu quero pra mim e também não quero pra você!

Para me acompanhar pelo zap,  você precisa adicionar o meu número na agenda de contatos do seu celular para garantir que minhas mensagens enviadas via zap chegarão até você!

Adicione o meu número na sua agenda de contatos (21) 968 404 751 e depois me envie “ADD” para eu adicionar você e passar a te enviar as dicas.

Espero estar te ajudando nesta jornada 😉

Com carinho,

Luciana Ramos

Anúncios

Elaborando sua Marca

Hoje eu gostaria de falar com você sobre um assunto muito importante e que é primordial na hora de atrair nossos clientes, a identidade visual do estúdio.

O nome e a identidade visual do seu estúdio vão ser, muitas vezes, o primeiro ponto de contato que o cliente terá com você. E como diz aquele velho ditado, a primeira impressão é a que fica.

Não adianta você ter um serviço extraordinário e você não conseguir captar a atenção de alguma forma do seu cliente nesse contato inicial.

Mas como elaborar uma boa identidade visual para o seu negócio?

Separei algumas dicas que me ajudaram nessa parte difícil e trabalhosa mas que são fundamentais na diferenciação e busca do seu lugar de destaque no mercado.

1- Relação emocional
A sua identidade visual e isso inclui sua logotipo ou logomarca, precisa ter uma conexão emocional com os consumidores da sua marca. O design da sua identidade tem que transmitir o que você quer passar para os seus clientes, tem que haver uma rápida identificação quando as pessoas olharem a sua marca. Para saber se isso está acontecendo, mais de 3 pessoas devem olhar para a marca (ou logo) e te dizerem que sentiram as mesmas coisas, as mesmas emoções e/ou sensações. Peça ajuda na sua casa, mas não vale contar antes o que você quer que as pessoas sintam, ok?

2- Design como estratégia
Eu sempre digo que temos que ser mais estrategistas, usar as coisas a nosso favor, de forma estratégica. Com o design, é a mesma coisa. Você deve trabalhar o design e a identidade visual o mais cedo possível, não é aconselhável montar seu estúdio e depois pensar em um nome, logo e design. Isso deve ser feito logo no início da operação do negócio.

3- Simplicidade
Às vezes achamos que uma logo muito elaborada e complexa é a chave para um bom design mas aqui, o segredo é a simplicidade. Pense em grandes marcas, como a Apple; o design e a logo são muito simples mas trabalhados de uma forma sofisticada que quando você olha você percebe isso, e é aí que está a chave. Simplicidade mas se conectando com o emocional do consumidor, entendeu?

4- Reunião ou Brainstorming
Antes de mais nada, nesse processo de elaboração ou reformulação do seu logotipo ou logomarca, você precisa saber exatamente o que o seu negócio representa na vida dos clientes, as sensações que você quer que ele sinta ao fazer Pilates ou fisioterapia com você e para isso você deve colocar todas essas ideias num papel, fazer o brainstorming.
Ao colocar essas ideias, no papel, você vai ter ideias de como a sua marca pode ser representada, as cores que você quer usar e a partir daí você precisa saber explicar bem detalhadamente para o próximo passo.

5- Contrate um designer
Esse passo é muito importante pois um profissional habilitado e especializado vai criar uma logo mais profissional que passa também mais credibilidade e profissionalismo ao seu estúdio e negócio. Não pense que é um custo ou é caro o trabalho de um designer, isso é investimento.

Se você está interessado em fazer ou reformular seu logo e quer auxílio nesta etapa, eu consegui um desconto para você com a WedoLogos, a empresa que fez a minha logomarca e que eu adorei.

Se você quiser receber este cupom de desconto, me responda “PRESENTE DA LU” no WhatsApp que eu te passo por lá.

PS: Você precisa adicionar o meu número na agenda de contatos do seu celular para garantir que minhas mensagens enviadas via zap chegarão até você!

Adicione o meu número na sua agenda de contatos (21) 968 404 751 e depois me envie “PRESENTE DA LU” para eu passar o cupom de desconto para você!

Sei que esse início é difícil e muitas vezes não temos grana para fazer essa parte e achamos que não é importante. Por isso, corri atrás e consegui esse desconto pra você, para te ajudar de mais alguma forma 😉

Aguardo sua mensagem no zap!

Com carinho,

Luciana Ramos

Como criar um Nome para o seu Estúdio

Olá!

Se você está abrindo um estúdio ou já tem e está pensando em reformular algumas coisas, o assunto de hoje pode ser importante para você.

Muitas dúvidas surgem quando pensamos no nome do nosso estúdio, do nosso filho rsrsrs

Pois é, eu mesma demorei um tempo pensando nisso, em qual seria o nome e qual o significado que ele teria.

Bom, vou dar algumas dicas que me ajudaram e que podem te ajudar nesta etapa 😉

Primeira: ao pensar no nome, você deve consultar imediatamente a internet para saber se o domínio do nome que você escolheu está disponível.

Não adianta você escolher um nome e depois na hora de fazer o seu site descobrir que o endereço virtual não está disponível e ter que mudar o nome ou escolher um domínio que não é fácil para o cliente memorizar e te encontrar.

Para saber se o domínio está disponível, você deve fazer uma pesquisa. Você pode fazer no registro.org

Nesse site, logo na primeira página, procure por pesquisa de domínios.

Você vai encontrar um campo para preencher e lá você coloca o nome do site do seu estúdio, que você quer consultar. Por exemplo: www.estudiohipotetico.com.br

Logo após, ele vai te dizer quais as opções que estão disponíveis.

Mais uma dica, eu não aconselho a fazer a compra do seu domínio pelo registro. Para comprar seu domínio, é mais aconselhável que você faça pelo uol host ou pelo go daddy.

Se o nome que você escolheu estiver com o domínio livre, eu aconselho a comprar o mais rápido possível.

Se o nome não tiver disponível, você terá que pensar em outro nome :/

Chato demais, eu mesma fiquei um tempão até chegar a um nome que eu queria e que tivesse o domínio disponível.

E o que o nome do seu negócio representa?

O nome faz parte da identidade, do que você representa. Você pode colocar seu nome pessoal ou elaborar um nome que transmita os seus valores e sentimentos.

Para te ajudar, faça o seguinte: coloque em um papel tudo aquilo que você acredita numa coluna e em outra coluna coloque tudo aquilo que você quer que o seu cliente sinta no seu espaço.

Exemplo:

O que eu acredito:
Integridade
Exercício como qualidade de vida
Profissionalismo
Etc

O que eu quero que o meu cliente sinta:
Boas energias
Movimento livre e sem dor
Paz
Felicidade
Etc

Ao olhar para essas duas listas, que você vai elaborar, você vai começar a ter ideias de um nome que transmita o que você quer.

Não é nada fácil, eu acho uma das coisas mais difíceis e tem que ter muita criatividade e paciência mas faz parte do processo de quem decide empreender.

Tenha foco que o nome uma hora sai, demora mas sai rsrsrs

Se esse e-mail foi útil para você, me responda com um SIM por favor para que eu possa saber!

Até semana que vem com mais dicas para você e seu estúdio de sucesso!

PS: Já me adicionou e recebe os conteúdos adicionais pelo Whats App? 😉

Para receber, adicione o meu número na agenda de contatos do seu celular (21) 968 404 751 e depois me envia uma mensagem com “ADD” e pronto!

Você já vai começar a receber os conteúdos extras 😉

Mas já adianto: não é grupo de WhatsApp e eu somente envio as mensagens individualmente, sempre!

Até semana que vem!

Com carinho,

Luciana Ramos

Como usar as CORES no seu Estúdio

 Olá, tudo bem?

No post de hoje vou falar sobre um assunto que tenho certeza que vai ajudar muitas pessoas, principalmente àquelas que estão montando seu estúdio ou reformulando.

Muitas pessoas tem dúvidas sobre como escolher as cores e como utilizar no estúdio. Vou dar algumas dicas e sugestões e se você tiver alguma dúvida, pode entrar em contato comigo por aqui ou pelo zap, ok?

Primeiro, nós falamos sobre o que você quer transmitir aos seus clientes no seu estúdio. Ao definir isso, vamos passar para o próximo passo.

Se você optar por trabalhar com cores fortes e quentes, opte por trabalhar com essas cores em detalhes ou em partes.

Por exemplo: se você quer ter cores quentes, transmitindo energia e calor, você pode escolher o estofado dos aparelhos na cor laranja e trabalhar com cores mais suaves nas paredes. Ou então, coloque uma cor mais neutra nos estofados dos aparelhos (preto) e trabalhe com as cores nos acessórios (bolas vermelhas e uma parede na cor laranja).

Para quem prefere cores mais suaves e claras, pode trabalhar com cores nos estofados dos aparelhos e dar um pequeno toque de cor nos acessórios ou em móveis do estúdio, por exemplo.

A minha dica principal é a seguinte: se você escolher uma cor mais forte para uma coisa, escolha uma cor mais clara para as outras e assim para o inverso.

Cuidado para não errar a mão e misturar muitas cores, colocar cores fortes e quentes em todas as paredes ou deixar tudo muito sem cor.

Você sabia que o ambiente do seu estúdio pode ser um fator de decisão para muitos pacientes fecharem o serviço com você? 

A impressão visual do seu estúdio conta muito.

Por isso, muito cuidado para não criar uma poluição visual. Eu acho que o estúdio deve ser clean e devemos dar um toque nos detalhes (estofados, acessórios, móveis, iluminação), não pesando no ambiente como um todo.

Espero ter contribuído mais uma vez e me envie sua dúvida para que eu possa continuar produzindo conteúdo que possa ser útil para você!

Até semana que vem.

Me adicione no zap e receba conteúdo extra toda semana 😉

Para receber, adicione o meu número na agenda de contatos do seu celular (21) 968 404 751 e depois me envia uma mensagem com “ADD” e pronto!

Você já vai começar a receber os conteúdos extras 😉

Mas já adianto: não é grupo de WhatsApp e eu somente envio as mensagens individualmente, sempre!

Até semana que vem!

Com carinho,

Luciana Ramos

3 Dicas para seu Estúdio

Olá, tudo bem?

Hoje eu quero falar com você sobre uma dúvida que recebi de uma pessoa lá no zap. Achei a dúvida super interessante e me lembrei que eu tive muitas dificuldades e quebrei muito a cabeça para resolver essas questões. Talvez possa ser sua dúvida também.

Não esquece de me adicionar no zap também! 
Toda semana tem conteúdo extra por lá.

Para receber, adiciona o meu número na agenda de contatos do seu celular (21) 968 404 751 e depois me envia uma mensagem com “ADD” e pronto! Você já vai começar a receber os conteúdos extras 😉
Mas já adianto: não é grupo de WhatsApp e eu somente envio as mensagens individualmente, sempre!

É muito importante que a gente tenha essa interação pois todo esse trabalho só funciona porque as pessoas me enviam as dúvidas e eu posso tentar ajudar da melhor maneira possível.

A dúvida que recebi trata-se do estúdio, o que fazer para tornar o estúdio atraente, deixar de ser “apagadinho”, se destacando dos demais estúdios?

primeira e fundamental dica que eu vou te dar, a mais básica, importante e primordial de todas: você tem que conhecer seu público-alvo, saber o que é um estúdio atraente para o SEU público.

Se você ainda não conhece bem o seu público, tem uma aula minha gravada lá no grupo no Facebook. É só acessar e procurar!
https://www.facebook.com/groups/1117688001585691/

segunda coisa a se pensar quando se faz um projeto de um estúdio de Pilates é na área que você tem disponível e a melhor forma de utilização do espaço. Não se esqueça que os aparelhos de pilates ocupam muito espaço e você tem que deixar um espaço adequado para a circulação das pessoas e também para uma boa execução dos exercícios.

terceiro ponto que merece destaque é sobre as cores. As cores possuem um importante papel dentro de um ambiente e dependendo da cor escolhida, você vai despertar sensações em seu paciente/cliente.

Ao trabalhar com cores fortes e quentes (vermelho, laranja) você desperta calor, energia e também fome. São cores estimulantes e dependendo do objetivo dos seus alunos, ela pode ser muito estimulante e despertar sensações que talvez não estivéssemos planejado.

Azul e verde (em tonalidades mais claras) transmitem pureza, equilíbrio, relaxamento, tranquilidade e também tem a capacidade de aumentar o tamanho do ambiente.

Na minha opinião, são as cores mais indicadas para se trabalhar pois acredito que essas sensações são mais interessantes para se despertar em nossos pacientes dentro de um estúdio de pilates.

No próxima post, vou dar mais dicas sobre como usar as cores e as combinações no estúdio (ambiente, aparelhos e acessórios) para fazer com que seu estúdio fique lindo 😉

Até a próxima!

Com carinho,
Luciana Ramos